Morador ilustre

Posted on 03/12/2007 por

3


plataforma_arthur.jpg

por Manoel Arthur

Foi através de sua popularidade em Plataforma que foi localizado o médico Gisofredo Otacílio do Amaral, 77 anos, mais conhecido como Doutor Giso. Nascido e criado no bairro, o famoso morador é da época em que o bairro vivia sobre a influência da indústria têxtil, sendo esse o meio de sobrevivência da comunidade, como das regiões circunvizinhas. Para o médico formado pela Faculdade Baiana de Medicina em 1967 que queria ser Pediatra, mas depois foi para Clínica Geral, em Plataforma faltam representantes que promovam os interesses da comunidade.

“No lugar em que eu moro, por exemplo, é a tranqüilidade, a calma”. É assim que o Dr. Giso responde ao ser perguntado sobre o que mais gosta no bairro e ressalta que na rua onde mora a violência parece que não existir. Também gosta de ir ao posto da lancha (local onde se faz a travessia Plataforma-Ribeira) à tarde e de ir à Praça São Bráz, completa o famoso morador. Como homem da saúde, o clínico geral já trabalhou no posto de saúde do bairro e comenta: “Apesar dos salários serem defasados, eu cumpri a minha obrigação”. Hoje os médicos não têm estímulo de fazer o que deve ser feito e a saúde fica a desejar no bairro, completa o médico.

Doutor Giso também exerce a sua função em casa. Os moradores fazem de sua residência “uma surcusal do posto de saúde”. Os pacientes se deslocam até lá para pedir favores, como solicitação de consultas e receitas. O médico exerce sua solidariedade sem esperar contribuição econômica, completando: “Espero apenas o respeito”.

Para o médico, Plataforma representa tudo em sua vida, porque foi ali que o conhecido morador do bairro nasceu, se criou e apesar das dificuldades pôde estudar no Colégio Central, na época em que o meio de transporte era a canoa de pano e o trem que liga o Surbúbio à Calçada.  “Embora os trens de hoje sejam de qualidade inferior aos que eu pude usufruir na juventude”, conclui o médico.

Ao fazer uma análise política do bairro, Dr. Giso diz que falta representatividade, que o deputado e o vereador que foram eleitos não moram mais no bairro, completando: “Deixa a desejar”. Pela sua popularidade, se fosse candidato a qualquer cargo político, certamente seria eleito, porém detesta política, ainda mais hoje que tem a fidelidade partidária, sendo que o candidato tem que fazer o que o “cacique” do partido mandar, argumenta o médico de Plataforma.

Em relação à cultura no bairro, houve uma melhoria nesse sentido devido ao Centro Cultural de Plataforma. Os jovens podem desenvolver as atividades que desejarem como ir ao cinema, teatro, porém esse movimento cultural precisa ser mais incrementado, ativado, para chegar a todos que moram aqui, ressalta Gisofredo.

Plataforma passou por muitas mudanças e junto com ela o médico Gisofredo Otacílio do Amaral, que se tornou um morador conhecido e respeitado por todos, que apesar de detestar política não deixa de fazer a “política” da solidariedade, no bairro que ele viu crescer e onde se tornou conhecido.

(outubro 2007)

Anúncios
Posted in: PERFIL